al mada nada

A Frame teve o enorme prazer a produzir e realizar o filme do espetáculo “al mada nada”, de Ricardo Pais, reposto em 2015 no Teatro Nacional São João.

É pelos olhos de Luís Porto, realizador, que nos deparamos com toda a azáfama e beleza que é este espectáculo.

Partindo de Saltimbancos – texto único da nossa literatura, obsessivamente físico e sexual, que ocasionou a apreensão policial da revista Portugal Futurista (1917) –, al mada nada instala-nos numa vila portuguesa à beira-mar onde, num quartel, se preparam à pressa soldados para participar numa guerra longínqua (a agora centenária Primeira Guerra Mundial) e por onde passa uma família de ciganos que promove um indigente espectáculo de saltimbancos. Da instrução militar aos arraiais de Verão, passando pela cobrição dos cavalos e pelos dramas de namorados, a nova criação de Ricardo Pais encena ludicamente o melodrama da pobreza nacional, vazado na moderníssima linguagem do Almada futurista, cuja vertigem e aceleração os Momentum Crew reproduzem.

Este grupo de b-boys internacionalmente premiado junta-se ao percussionista Rui Silva e a Pedro Almendra, actor que integrou o elenco de alguns dos mais marcantes espectáculos de Ricardo Pais. Dança, literatura e música ritualizam lutas sem inimigo, ao mesmo tempo que fazem do palco um lugar de inesperado recolhimento.

Feito a partir da dedicação e carinho do Teatro Nacional São João, e da sua equipa, e do talento dos Momentum Crew, Pedro Almendra e Rui Silva.

Uma co-produção Teatro da Dúvida e Frame Productions.